A odisséia de Maicon em busca do gato Esquilo

Just another WordPress site

19 dias após a fuga do gatinho Esquilo, a GOL se recusa a assinar acordos e Maicon acampa no Aeroporto de Brasília

with 26 comments

Donauwörth, 14.05.2011

Bom dia, pessoal

Este é o segundo post de meu novo blog, que na realidade ativei por um motivo de força maior. Trata-se de um caso que tocou-me em especial, talvez pelo fato de eu ser apaixonada por gatos, ser tutora de dois felinos que amo como filhos, e também já ter passado pela perda de um gatinho que havia criado na mamadeira. No meu caso, não foi por negligência ou seja lá o que for de uma companhia aérea (como é o caso da Gol agora), mas por motivos que não vêem ao caso abordar no momento (saliento apenas que meu gatinho encontrava-se em área telada, sem acesso às ruas, e fugiu por ocasião de uma vacina que tornaria possível eu trazê-lo para a Alemanha – eu deleguei a tarefa para uma pessoa que não a assumiu pessoalmente – outra história).

 

SEM NENHUM APOIO DA CIA AÉREA GOL, MAICON CONTA APENAS COM OS PRÓPRIOS RECURSOS E A INESTIMÁVEL AJUDA DO AUGUSTO ABRIGO E VOLUNTÁRIOS.

 

Enquanto edito este post, Maicon Faria encontra-se no Aeroporto de Brasília, numa busca desesperada pelo seu tão amado gatinho Esquilo. Pelo que tomei conhecimento, a Gol recusou-se inclusive a colocar gatoeiras no aeroporto, com a finalidade de possibilitar esta árdua busca.

Um dia Maicon resolveu confiar seu filhotinho Esquilo à companhia Gol, que só permite o transporte de animais de estimação no compartimento de carga do avião. Quer dizer, Maicon não teve nem sequer a opção de levar seu gatinho Esquilo na cabine, o que seria desejável. Ele teve que passar pelas mil e uma exigências da companhia, ou seja, atestados, vacinas, etc, etc, etc, mil burocracias… e também pagou o preço do transporte do animal, que por sinal é absurdamente caro.

 

E AGORA, COMO FICA A SITUAÇÃO DE MAICON E DO GATO ESQUILO???

 

Ocorre que no meio da viagem, numa conexão, seu gatinho Esquilo fugiu da caixinha que o transportava. Apenas por alguns dias, a Gol fez o mínimo dos mínimos que poder-se-ía esperar – pagou hospedagem e alimentação, para que o próprio Maicon procedesse às buscas. Colocou alguns cartazes em locais públicos também, pelo menos ao que me consta. Mas… ficou nisto. Algo que me chama particularmente a atenção, é que funcionários do aeroporto só tomaram conhecimento da foto do gatinho pela televisão!!!

 

ENTÃO SURGEM BOATOS CONTRA MAICON, COM A FINALIDADE DE ESCAMOTEAR ESTA NEGLIGÊNCIA DA GOL!!!

 

Reproduzo abaixo o texto da advogada Angélica Bessa(Augusto Abrigo):  http://www.facebook.com/l/a768dxFwO5bbQSbmjFvvsmXSDPA/www.augustoabrigo.org

 

„Para quem tem dito e para quem tem ouvido que Esquilo foi encontrado, e que Maicon já recebeu indemnização, e que está tudo resolvido, estamos aqui para dizer, categoricamente, que esta informação não corresponde à realidade dos fatos. Vamos aos verdadeiros fatos:

A empresa aérea responsável pela sua custódia ainda não deu satisfação oficial ao Maicon. Se o Esquilo já estivesse nos braços dele, muita tinta poderia ter sido economizada. Mas a realidade é outra: Esquilo continua desaparecido e Maicon, sem apoio da empresa para a realização de buscas eficazes, continua muito triste, abalado e desesperançoso, à medida que o tempo passa.

O motivo desse boato é apenas para afastar a responsabilidade daqueles que tinham a obrigação de mantê-lo em segurança até a entrega a seu dono, ao final da viagem.

Há quem diga também que Maicon está tentando se promover, ou tirar vantagem, ou que ele deve desapegar-se do animal. Por que?

Seria melhor que não julgássemos a conduta daquele que está sofrendo na pele a perda de um ente querido. É muito comum darmos opiniões sem vivenciar os fatos.

Como advogada, costumo emitir opinião somente depois de ter uma plena compreensão dos fatos, ouvindo as duas partes, ou seja, somente emito opinião e faço juízo de valor após ouvir os dois lados.

Então, convido a todos que estão julgando Maicon, sem antes conhecê-lo, e de vivenciar de perto o seu sofrimento, para que estejam com ele no Aeroporto de Brasília, no sábado 15/05, pois ele esta de volta esta semana para dar continuidade às buscas de Esquilo juntamente conosco.

Para quem não sabe, quando você embarca um animal, deixando-o aos cuidados da empresa aérea, você paga a passagem do animal, separada da sua, ou seja, ele não vai dentro do limite de 20kg que você tem para embarcar suas malas. Maicon entregou o Esquilo em Palmas (TO), pagou para recebê-lo em Campinas(SP), são e salvo, e não o recebeu de volta.

O desaparecimento de Esquilo vai muito além de um desaparecimento de um gato. Para alguns, um gato, ou um cão, são membros da família, são entes queridos. Além disso, os animais de estimação são como irmãos para as crianças e adolescentes. Para os pais, são tratados como os seus próprios filhos legítimos.

O desaparecimento, neste caso, também significa a forma como o cliente é tratado, ou seja, o descaso das autoridades competentes em resolver o assunto de forma profissional.

Pelo andamento da situação, fica patente a falta de zelo dos envolvidos em prestar um serviço ao qual a empresa aérea se propôs a realizar perante o Estado brasileiro.

Não é por demais lembrar que este assunto envolve também questões jurídicas ligadas à defesa do consumidor e a responsabilidade civil.“

 

Texto de Angélica Bessa, advogada, original no blog: : http://augustoabrigo.blogspot.com/

Facebook: http://www.facebook.com/l/a768dxFwO5bbQSbmjFvvsmXSDPA/www.augustoabrigo.org

 

A respeito do termo negligência, acredito não ser o suficiente para classificar este verdadeiro descaso da GOL. Aliás, mais do que isto… faltam-me os termos jurídicos para classificar este tipo de atitude.

Michaelis Moderno Dicionário da Língua Portuguesa
ne.gli.gên.cia
sf (lat negligentia) 1 Falta de diligência; descuido, desleixo. 2 Incúria, preguiça. 3 Desatenção, menosprezo. Antôn: aplicação, cuidado.

Wikipedia Português – A enciclopédia livre

Negligência
Negligência (do latimnegligentia„), é o termo que designa falta de cuidado ou de aplicação numa determinada situação, tarefa ou ocorrência. É frequentemente utilizado como sinónimo dos termos „descuido“, „incúria“, „desleixo“, „desmazelo“ ou „preguiça„.

 

TEM MAIS… POR QUE A CAIXA DE TRANSPORTE TEVE SEU LACRE APARENTEMENTE ALTERADO? COMO SE EXPLICA ISTO? VEJAM O VIDEO E COMPAREM COM AS FOTOS… AVALIEM POR SI MESMOS!

 

Vejam como ficou a caixa onde foi transportado o gatinho Esquilo, após ter sofrido, ao que tudo indica, algum tipo de manipulação, cuja autoria não pode ser imputada a alguém, em específico. A foto foi batida após a caixa ter permanecido sob a guarda da  Sra. Lucilene Melo Coelho, Gerente de Aeroporto da Cia. aérea GOL – atentem para o LACRE – como está agora…

 

Caixa de transporte do gato Esquilo após permanecer sob a guarda da gerente da GOL.

Autoria: Angélica Bessa (Augusto Abrigo):  http://www.facebook.com/l/a768dxFwO5bbQSbmjFvvsmXSDPA/www.augustoabrigo.org

e como estava ANTES, logo após o desaparecimento de Esquilo (confiram no video da GLOBO):

 

 

 

Atentem para o detalhe do lacre da caixa de transporte: no video o mesmo aparece violado, enquanto que na foto, batida depois, o mesmo apresenta-se intacto… Por que isto, como se explica isto??? Por que refazer um lacre após o mesmo ter sido arrebentado (?), o que seria uma prova, digamos assim, de como foi a fuga do gato Esquilo??? Bem, na verdade não se pode afirmar quem teria procedido a esta „reconstrução“ do lacre que havia sido rompido – ao que me consta, várias pessoas teriam tido acesso a esta caixa.

 

 

E A HISTÓRIA NÃO ACABA AÍ… A GOL RECUSA-SE A ASSINAR UM ACORDO ATRAVÉS DO QUAL SE RESPONSABILIZARIA PELAS BUSCAS DO GATO ESQUILO

Leiam a minuta do acordo que a cia aérea GOL recusou-se a assinar (cliquem nas imagens-minuaturas para acessarem o texto em tamanho legível):

 

Autoria: Angélica Bessa (Augusto Abrigo):  http://www.facebook.com/l/a768dxFwO5bbQSbmjFvvsmXSDPA/www.augustoabrigo.org

Autoria: Angélica Bessa(Augusto Abrigo):  http://www.facebook.com/l/a768dxFwO5bbQSbmjFvvsmXSDPA/www.augustoabrigo.org

 

CUSTAVA PARA A GOL RESPONSABILIZAR-SE PELAS BUSCAS DE UM GATINHO QUE ESTAVA SOB SUA CUSTÓDIA? OU SERÁ QUE RESPONSABILIDADE É UM TERMO DESCONHECIDO PELA COMPANHIA AÉREA GOL?

 

Fica aí a pergunta! Respondam por si mesmos!

 

Bem, depois vou atualizando meu post, por hora deixo assim.

 

Abraços,

 

Vera Rodrigues-Rath, Jornalista, Mtb 13.912 , residente na Alemanha, na cidade de Donauwörth.


Se quiser, clique aqui e mande-me também um e-mail!